O AMOR MAIS BONITO 

(Saul Barbosa e J. Velloso)

O amor mais bonito

É como o sol sumindo

Olhar de peixe morto

Poente verão

 

É luar impreciso

Circundado de cores

Girassóis de Van Gogh

Pinta emoção

 

É chama dançando

“Revolução dos Bichos”

Moscou como Praga

À libertação

 

É o negro tingindo

Com suas cores contidas

Cobrindo tristezas

Da nossa nação

 

O amor que bem digo

Tem cheiro mais curtido

Fragrâncias de aromas

De tantas paixões

 

Meu amor é de índio

Kaiowás tão perdidos

Sofrendo o progresso

Da destruição

Gilberto Gil - O Amor Mais Bonito
(Saul Barbosa e J. Velloso)
CD: Saul Barbosa - "Bahia, Cidade Aberta", 1995

Acompanhe J. Velloso pelas redes sociais:

  • Facebook - White Circle
  • spotify
  • YouTube - White Circle
  • d46fce_32cf82ff1c0a455d93890d7872d1c082-mv2
  • Instagram - White Circle

Site desenvolvido por Mirella Medeiros.