LUZIA

(Guito Argolo e J. Velloso)

 

Vida acesa como praia

Acesa na lua que subia

Acesa nos faróis da cidade

Nas baganas que se consumia

Tudo era mais que era

Tudo era visto com alegria

Não era o real que se via

Era o amor que Luzia

 

Luz perdida nas trevas

Atravessou-me e partiu

Prisma dos meus mundos

Luz que nunca se viu

Luz que nunca se viu

 

A casa toda calada

Meu quarto era quem sorria

Ele em seu limite quadrado

Onde só o nosso amor cabia

O resto era pequeno

Pra felicidade que ali ardia

Era um remédio, era veneno

Era o amor que Luzia

 

Como o céu sempre escurece

Sempre

Sempre eu pressentia

Não porque Deus seja pequeno

Era porque muito se queria

De repente

No golpe da ironia

Foram-se tempo, desejos e planos

Foice dividiu ao meio os planos

 

Era o amor

Que não mais luzia

Stella Maris - Luzia
(Guito Argolo e J. Velloso)
Single, 2005

Acompanhe J. Velloso pelas redes sociais:

  • Facebook - White Circle
  • spotify
  • YouTube - White Circle
  • d46fce_32cf82ff1c0a455d93890d7872d1c082-mv2
  • Instagram - White Circle

Site desenvolvido por Mirella Medeiros.