CACIQUE 

(J. Velloso)

Sou cacique da pele grossa 
E de alma macia
Espinho não me apavora 
Urtiga nem me arrepia

Mas se um amor vai embora
A tristeza aparece
O brilho foge dos olhos 
O riso de mim esquece 

Mas se a Lua alumia
Meu canto vira uma prece 
Só um palavrão alivia
Só um palavrão alivia

Porra!
Cadê você meu amor?
Cadê você que deixou
Esse vazio em mim?

Porra... 
Essa presença da falta 
Essa saudade parada
Que deixa tudo ruim

Me fiz um trato de correr por capoeira
De pular qualquer pedreira pra fugir de um novo amor
Caí no laço da armadilha mandingueira
Da beleza sorrateira que o juízo meu levou 
E encantado entoei o meu castigo
Na selva do amor perdido sem um cão farejador 
Sem rumo certo rumei meu verso ao vento 
Espalhei meu sentimento e o mundo estilhaçou

Porra!
Cadê você meu amor?
Cadê você que deixou
Esse vazio em mim?

Porra... 
Essa presença da falta 
Essa saudade parada
Que deixa tudo ruim

J. Velloso - Cacique
(J. Velloso)
CD: Não Sei Se Te Contei, 2018

Acompanhe J. Velloso pelas redes sociais:

  • Facebook - White Circle
  • spotify
  • YouTube - White Circle
  • d46fce_32cf82ff1c0a455d93890d7872d1c082-mv2
  • Instagram - White Circle

Site desenvolvido por Mirella Medeiros.